Polícia Civil cumpriu sete mandados de prisão contra militares, nesta quarta-feira, em Ceilândia. Polícia Militar diz que 'colaborou com toda a investigação'

Sete policiais militares foram presos preventivamente, nesta quarta-feira (29), em uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal. Segundo a investigação, eles faziam parte de uma organização criminosa suspeita de grilagem de terra no Sol Nascente, em Ceilândia.

Na força-tarefa, denominada "Hórus" (entenda abaixo), também foram cumpridos 15 mandados de busca e apreensão. As ordens foram expedidas pela Auditoria Militar – órgão vinculado ao Tribunal de Justiça do DF – e contaram com apoio da Corregedoria da PM.

Em nota, a Polícia Militar informou que "colaborou com toda a investigação". Segundo a corporação, procedimentos internos foram instaurados, mas correm em segredo de Justiça.

A operação é um desdobramento da investigação iniciada em 2011, que apontou que os PMs detidos atuavam no parcelamento irregular de terras do DF e eram responsáveis pelo surgimento de "dezenas de loteamentos ilegais na região".